Follow by Email

quinta-feira, junho 4

O que vai no sótão

Generalizações. O mundo vive repleto de generalizações. Tanto incorretas quanto perigosas. Pessoas se fecham em guetos e passam a escolher alvos inimigos. Ou se é parceiro ou se é inimigo. Não há meio termo. E em nome de alguns pactos, sai se disparando para todo lado. De nada vale o que realmente é, mas as suas representações. O verdadeiro objetivo é conquistar corações e mentes à causa.

Ontem foi condenado pela Justiça um cara que foi acusado de matar um travesti. Pela notícia que se pôde ler no jornal (ver link http://www.opovo.com.br/opovo/fortaleza/882653.html) , o réu, hoje com 21 anos matou um travesti de sua mesma idade, há 3 anos, e foi condenado a seis anos de prisão em regime semiaberto. De acordo com a defesa, o traveco Estefani Pazini estaria difamando o assassino, dizendo que eles tinham um caso. O alvo da maledicência era a namorada do acusado. Toda a história foi contada para ela com o intuito de causar estragos da vida amorosa do casal, penso eu. O julgamento foi acompanhado por uma organização de bichas chamada Grupo Resistência Asa Branca. Vários integrantes compareceram ao tribunal para pressionar por uma condenação.

O discurso é sempre o mesmo. Mais um caso homofóbico. Mas se a vítima tivesse falado a verdade, se havia realmente o caso entre as duas partes podemos fazer algumas deduções. Seria um caso de homofobia praticado por outro homossexual. É claro que um assassinato é um dos crimes mais bárbaros. Que o executor tem de pagar pelo que fez. Mas ao que me consta, grande número de crimes praticados contra homossexuais tem a passionalidade como pano de fundo. Não vai muito tempo em que um advogado e radialista também gay, que conheci, foi assassinado pelos seus próprios michês, em um latrocínio. Com certeza não se tratava de homofobia. Aliás, esse termo é muito mal aplicado porque fobia quer dizer medo, e não raiva, como pensam alguns.

Antes de sair por aí se fazendo de coitadinho e vítima de preconceitos os mais diversos é preciso compreender bem mais o que se passa na cabeça e no sentimento do outro. Ninguém é menos violento só por ser homossexual.

3 comentários:

Anônimo disse...

"...uma organização de bichas chamada Grupo Resistência Asa Branca"? Acho que você foi bastante infeliz nessa frase e preconceituoso.

Julio Sonsol disse...

Prezado anônimo,vários negros se organizam e criam o movimento de Consciencia Negra. Isso é uma organização de negros. Da mesma forma como várias bichas que se organizam e institucionalizam o GRAB isso é uma organização de bichas. Qualquer dúvida, consulte um post anterior que fala sobre o que eu acho do politicamente correto. Cachorro é cachorro, mulher é mulher, viado é viado e menino é menino, como diria o filósofo Falcão.

Laritz disse...

Odeio generalizações, assim como odeio essa onda politicamente correta. Concordo com seu post. Beijos!