Follow by Email

segunda-feira, junho 1

Che o argentino, e se é argentino...


Che o Argentino é um filme que nem cheira nem fede, não “inflói” nem “contribói” para que se conheça quem foi Ernesto Guevara, não explica nada sobre a luta armada pela derrubada de Fulgêncio Batista, ou as condições a que estavam submetidos os cubanos. A única coisa marcante é uma tosse incurável que o protagonista carrega ao longo de toda a história. Tosse essa que não é sequer explicada, nem tem nenhuma influência na trama.

Quem gosta de cinema ou do personagem Che Guevara pode passar perfeitamente sem assistir a esse filme de Steven Soderbergh. Nunca vi mais besta. A obra não merece mais que essas linhas aqui traçadas. Quem quiser perder seu tempo e dinheiro que confira. Sim, para as fãs de Rodrigo Santoro, ele está lá. Bem apagado, mas está.

4 comentários:

Mosana disse...

faço a menor questão de ver... nem pelo Che nem pelo Santoro.. aliás nunca fui ver filme nenhum por conta de ator nenhum.. eu hein! huahauhauhauhauahua
kisses

Fernanda Sousa disse...

eh q o Che tinha asma...kkkkkk
mas isso deveria ser explicado no filme neh. se o Santoro fizer a mesma belissima atuação como nas panteras...ele precisa melhorar
:p
bjo

Julio Sonsol disse...

Que ele tinha asma, é fato histórico. Mas pra que apresentá-la sem nenhuma explicação e sem ter nenhum sentido dentro da trama?

Clararipe disse...

Fui asistir esse filme e confesso que gostei!
Não pelo Santoro, muito menos pela tosse de Che(hehe) mas por certas cenas, pela contrução, achei bem filmado, sem tantas cenas só de guerra, sangue..
Posso dizer também que tudo depende das expectativas e do ponto de vista. Eu estava meio receosa, achando que seria uma espécie de documentário, algo bem mais denso...que exigisse um bom conhecimento previo do assunto, e como não vi nada disso, como meus receios não se confirmaram, acabei gostando! Talvez se eu tivesse com várias espectativas maravilhosas tb naum teria gostado...
Fica a dica então... sempre esperar o pior dos filmes, q aí qq coisa diferente é lucro! kkkk
Brincadeira! Mas faz sentido!
Bj